Maria João Rosa Martins

É natural de Lisboa. Licenciada em Medicina, com especialidade de Saúde Pública, Mestre em Saúde Pública, é Autoridade de Saúde desde 1992. Consultora da Direcção-Geral da Saúde para a Sanidade Internacional. Assistente Graduada Sénior de Saúde Pública, actualmente no Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. Autoridade de Saúde para a Sanidade Internacional LVT, que coordena desde 2000. É perita em Sanidade Internacional - Regulamento Sanitário Internacional (2005) e em Emergências em Saúde Pública.

Foi Delegada de Saúde Coordenadora da Unidade de Saúde Pública de Lisboa Central de 2009 a 2018.

É Consultora e facilitadora da Organização Mundial de Saúde (OMS) para o Regulamento Sanitário Internacional (RSI).

Desde 2019, lidera a equipa de peritos externos na Avaliação Externa Conjunta - São Tomé e Príncipe - Região AFRO da OMS e na formação sobre Anexos ICAO e Capacidades Mínimas instaladas RSI 2005 - Região AFRO da OMS - África do Sul.

Em 2018, fez Formação de Formadores em Gestão de Eventos de Saúde Pública no Transporte Aéreo - Região AFRO da OMS - Zimbabwe, orientação/formação para a Avaliação Externa Conjunta do RSI, para os Países Lusófonos da Região AFRO da OMS - Cabo Verde e Formação de Formadores para Equipas de Resposta Rápida à Doença por Vírus Ébola - Angola.

Em colaboração com a Organização Mundial de Saúde (OMS), procedeu à Avaliação Externa Conjunta - Moçambique - AFRO OMS e à Avaliação Externa Conjunta - Etiópia - AFRO (2016); avaliou a Implementação do RSI - Cabo Verde - AFRO (2015). Foi Consultora Técnica do Comité de Emergência do Ébola (2014) e formação em emissão de Certificados Sanitários de Navio como facilitadora.

Orientou a Formação Nacional de Inspectores - Argélia (2015), 2014 - Formação Sub-Regional EMRO OMS - Marrocos (2014), Formação para Países CPLP e CPLE - Brasil (2013) e Formação para Países CPLP - Portugal (2008).

Tem vários trabalhos publicados e comunicados.

Agraciada com o Prémio Femina 2019 por méritos relevantes na Excelência Profissional e pessoal, e, que tenha contribuído para o prestígio de Portugal e da Lusofonia.